Home
 
Página Inicial
Saiba mais sobre o escritório
Conheça a equipe
Notícias jurídicas e do escritório
Relação de links
Cadastre-se e receba novidades
Fale conosco
 
     
   
 
Porto Alegre/RS
Rua Umbú, 178
(51) 3345.1444


São Paulo/SP
Rua Ribeiro de Barros, 78
(11) 3862.4587
veja os endereços completos
 
  konb - design, comunicação
Home > Notícias > Jurídicas > Banco deve proporcionar segurança em caixa eletrônico

Banco deve proporcionar segurança em caixa eletrônico


A área onde ficam localizados os caixas de saque automático de dinheiro é de exclusiva responsabilidade da instituição financeira, cabendo &agrav; empresa proporcionar a devida segurança do local. O entendimento é dos integrantes da 10ª Câmara Cível do TJRS, que majoraram, de forma unânime, o valor da indenização por danos morais de R$ 3 mil para R$ 10 mil, reformando a sentença proferida pela Comarca de Novo Hamburgo.

O Colegiado condenou o Banco do Brasil a indenizar, por danos morais, cliente que presenciou assalto e sofreu constrangimento físico, ficando na linha de tiro. A autora da ação encontrava-se na fila do caixa eletrônico quando um assaltante tomou como refém a pessoa que estava atrás dela.

A cliente disse ter ficado em estado de choque depois do ocorrido. Declarou que a contratação de uma empresa especializada em segurança não diminui a culpa do Banco, já que todos os vigilantes se encontravam após a porta giratória, deixando a sala de auto-atendimento &agrav; mercê. O Banco alegou que o dano moral inexiste, pois a autora sequer foi alvo dos assaltantes. Salientou que embora a situação tenha causado desagrado, como causaria em qualquer um, não ocasionou lesão &agrav; cliente.

Afirmou o Desembargador Jorge Alberto Schreiner Pestana, relator, que em decorrência do trabalho exercido pela instituição financeira não se pode alegar a existência de caso fortuito, de força maior ou fato de terceiro para uma situação que é bem previsível, pois o risco de assalto faz parte da atividade bancária. Concluiu que o local onde ocorreu o evento é de responsabilidade exclusiva do Banco, que tem o dever legal de garantir a segurança de todas as pessoas que estão no estabelecimento.

Votaram de acordo com o relator os Desembargadores Paulo Antônio Kretzmann e Luiz Ary Vessini de Lima. O julgamento ocorreu no dia 16/03/06.

Fonte: tj.rs.gov.br


Home | Escritório | Equipe | Notícias | Clientes | Cadastro | Contato | Termos de Uso
© Copyright 2007, Cravo Advogados Associados Ltda.